Colunas


Coluna Fato&Comentário

Por Coluna Fato&Comentário -

Santíssimo sacramento de Itajaí


Capela do Santíssimo Sacramento, hoje, é a Igrejinha da Imaculada (foto: Marcos Porto)

 

Na quinta-feira da próxima semana, dia 3 de junho, comemora-se a festa do Santíssimo Sacramento ou, como é conhecida na expressão latina, Corpus Christi (Corpo de Cristo). É a solenidade religiosa que lembra a presença do corpo e sangue de Jesus no pão e vinho consagrados, conforme Sua promessa feita na Última  Ceia.

Em Itajaí, o dia é  feriado municipal, porque o Santíssimo Sacramento é o padroeiro da paróquia católica, da cidade e do município. Quando se deu origem ao primeiro aglomerado urbano junto da foz do rio Itajaí-açu,  ele foi nomeado em 31 de março de 1824 de Curato do Santíssimo Sacramento de Itajaí. Curato era a primeira forma de organização comunitária e religiosa daqueles tempos do Império do Brasil. Nessa época,  a religião oficial do país era a Religião Católica Apostólica Romana.

A escolha desse padroeiro fora do casal José e Maria Coelho da Rocha, moradores do outro lado do rio, mas donos de terrenos do lado de cá e doadores da área onde se construiu a primitiva Capela do Santíssimo  Sacramento, hoje,  a Igrejinha da Imaculada Conceição. Eles eram devotos de Jesus Sacramentado e assim fizeram constar do documento de doação a sua escolha do padroeiro.

Aliás, a escolha dos oragos, ou padroeiros de igrejas e capelas, quase sempre é feita por alguém da comunidade e geralmente respeitada pelo clero. Ela é uma das poucas decisões no campo dos negócios da Igreja Católica, em que leigos podem ter a palavra final, já que lhes cabe prover a manutenção dos templos e, respeitando-se a sua escolha, estrategicamente assegura-se maior colaboração, cimentada pelos laços afetivos do povo com suas devoções.

Quando em 15 de junho de 1860 se fez a instalação do município, então  sua sede passou a ser chamada de Vila do Santíssimo Sacramento de Itajaí. As novas autoridades municipais, vereadores da Câmara Municipal, trataram de organizar urbanisticamente o centro da nova Vila e foram dando nomes aos primeiros logradouros públicos. Uma das ruas centrais, então, recebeu o nome de “Rua do Sacramento”, que vem a ser atualmente a “Rua Almirante Tamandaré”.

Quiseram muito bem aqueles primeiros vereadores que o Santíssimo padroeiro de Itajaí recebesse a devida e merecida homenagem pública com o seu nome em uma das ruas principais da Vila do município que se instalara.

Mas o tempo passa e o entendimento dos homens e mulheres que governam as cidades muda, infelizmente para a conservação da memória histórica das comunidades. Um dia, para se prestar outra homenagem – merecida também – a Câmara Municipal apagou da vista dos itajaienses a “Rua do Sacramento”, desfazendo  homenagem tão antiga e tão grata. Um desapreço para com a história da cidade.

E o  Divino Mestre, ciente de tudo e compassivo, naquela ocasião deve ter outra vez lamentado: “ – eles não sabem o que fazem...”


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Fato&Comentário

Itajaí: Município “sem razão e utilidade pública”

Coluna Fato&Comentário

CULTOS AFRICANOS EM ITAJAÍ: RESISTIR E SOBREVIVER

Coluna Fato&Comentário

Colégio São José - 80 anos: “irmãs alemãs” X “irmãs colonas”

Coluna Fato&Comentário

Música ao longe

Coluna Fato&Comentário

Semana santa e a cultura do povo

Coluna Fato&Comentário

Rua Pedro Ferreira ou do Commercio - certas histórias

Coluna Fato&Comentário

Itajaí (também) precisava da BR-59

Coluna Fato&Comentário

Praia Brava e o Centenário

Coluna Fato&Comentário

Vacinas e resistências: casos contados por aqui

Coluna Fato&Comentário

Mais um patrimônio histórico a perigo

Coluna Fato&Comentário

Eventos históricos da 3ª década do século xxi

Coluna Fato&Comentário

Natal, no ciclo das festas populares

Coluna Fato&Comentário

Um neo-sacerdote e os padres itajaienses

Coluna Fato&Comentário

Africanidade e territórios negros em itajaí

Coluna Fato&Comentário

A eleição do primeiro prefeito de itajaí

Coluna Fato&Comentário

100 Anos da presença Adventista em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Cabotagem, marinheiros e boemia em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

100 anos da “Pequena Pátria”

Coluna Fato&Comentário

Luteranos em Itajaí: 150 Anos – 3

Coluna Fato&Comentário

Luteranos em Itajaí: 150 Anos – 2 | Fundação da comunidade, cemitério e igreja



Blogs

A bordo do esporte

Esquiva Falcão confirma luta em 28 de agosto e prevê mais um nocaute

Blog do JC

Pegou fogo na casa do povo

Blog Clique Diário

Navios na city

Blog Doutor Multas

Multa do bafômetro: valor em 2021 e como recorrer

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

TV DIARINHO

Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 16/06/2021

Publicado 16/06/2021 20:58


Especiais

Mundo da pesca

Oceanógrafo criou raízes, mesmo que aquáticas

Urbanismo

Desafio da praia Brava é crescer mantendo as características de paraíso

Economia

Atividade pesqueira requer atenção especial

Bom momento

Construção civil ganha destaque na economia

Itajaí do rio e do mar

Empresas dos setores náutico e naval reforçam economia



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯