Colunas


Coluna Fato&Comentário

Por Coluna Fato&Comentário -

Mais um patrimônio histórico a perigo


 

 

Este conteúdo é exclusivo para usuários cadastrados.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





Muito boa, extensa e recente reportagem do DIARINHO trouxe ao conhecimento público o grave risco que corre atualmente a casa em que funcionou, até bem pouco, a sede da Polícia Federal de Itajaí, na rua XV de Novembro,  depredada e sob ameaça de destruição por vândalos e pelo abandono irresponsável  do poder público, seu proprietário.

O histórico do que se passa com aquele prédio de valor histórico e arquitetônico é digno de um drama kafkaniano, conforme relatado na reportagem pelo responsável da área cultural da municipalidade. O município quer o prédio para si, para nele sediar o Conservatório de Música Popular, mas quando lhe foi oferecido, alguém na prefeitura  não  sabia disso e recusou. Pois agora,  o município aguarda que a  modorrenta burocracia oficial torne (ou não) a lhe fazer a oferta. Enquanto, isso, no abandono negligente, o imóvel é degradado e  destruído.

Cumprirá ele a mesma sina do prédio dos Correios?

A ex-sede da Polícia Federal é hoje o único exemplar de arquitetura art-déco da cidade de Itajaí, posto que com alguns elementos  clássicos, compondo um conjunto em estilo eclético. O ecleticismo na arquitetura significou a justaposição numa mesma edificação de elementos escolhidos em diferentes estilos.  A obra edificada em 1934 é uma sólida, vistosa e elegante construção de dois pavimentos, que bem poderia chamar-se de palacete.

A casa é exemplar de residência dos grandes empresários do comércio de exportação e importação, bem como, de prestadores de serviços no porto de Itajaí do começo do século XX.  A grande exportação de madeira fizera surgir na cidade uma classe burguesa endinheirada que buscou morar e viver com confortos.

Nelson Seára Heusi, que a mandara construir  para residência de sua família, prosperou em seus negócios associados a despachos aduaneiros. Teve destacada atuação política como vereador e presidente da Câmara Municipal e sempre foi ligado às atividades sociais e ao esporte, notadamente ao hipismo, tendo inclusive mantido por longos anos um haras próprio.

Não se encontrou registro que indicasse a autoria do projeto arquitetônico da construção. Nas plantas baixas existentes no Arquivo Público de Itajaí, que integraram o processo de licenciamento da obra em 1934 pela prefeitura de Itajaí, há espaço para tal indicação. No entanto, o espaço se encontra em branco. Tudo leva a crer, mesmo assim, que o autor desse projeto arquitetônico tenha sido profissional técnico de grande gabarito, atualizado com  estilos e padrões de arquitetura em voga no Brasil das primeiras décadas do século passado, quando se fazia a transição do neoclássico para o art déco.

Embora intervenções externas e internas feitas posteriormente,  sem cuidado com a proposta da arquitetura de origem,  tenham ocasionado algumas alterações, no entanto, a elegante construção guarda muito da sua beleza arquitetônica original e imponência visual. É valioso registro artístico e histórico, que deve ser preservado e protegido logo; antes que se perca.   Com a palavra,  o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural!


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Fato&Comentário

Praia Brava e o Centenário

Coluna Fato&Comentário

Vacinas e resistências: casos contados por aqui

Coluna Fato&Comentário

Eventos históricos da 3ª década do século xxi

Coluna Fato&Comentário

Natal, no ciclo das festas populares

Coluna Fato&Comentário

Um neo-sacerdote e os padres itajaienses

Coluna Fato&Comentário

Africanidade e territórios negros em itajaí

Coluna Fato&Comentário

A eleição do primeiro prefeito de itajaí

Coluna Fato&Comentário

100 Anos da presença Adventista em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Cabotagem, marinheiros e boemia em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

100 anos da “Pequena Pátria”

Coluna Fato&Comentário

Luteranos em Itajaí: 150 Anos – 3

Coluna Fato&Comentário

Luteranos em Itajaí: 150 Anos – 2 | Fundação da comunidade, cemitério e igreja

Coluna Fato&Comentário

Prof. Luiz Felipe Falcão - a perda do historiador

Coluna Fato&Comentário

O médico e o padre

Coluna Fato&Comentário

Breves histórias de epidemias

Coluna Fato&Comentário

Em Itajaí, há 150 anos, voluntários da Pátria

Coluna Fato&Comentário

A república entre nós

Coluna Fato&Comentário

“Trabalhadores do cais”

Coluna Fato&Comentário

De largo do cemitério à 
praça Irineu Bornhausen

Coluna Fato&Comentário

Cientista e botânico - Padre Raulino Reitz



Blogs

Blog do JC

Nove sugestões

A bordo do esporte

Dupla brasileira da NACRA faz desafio diferente em SC

Blog Clique Diário

Hora colorida - Crepúsculo

Blog da Ale Francoise

Cor de verão o ano todo!

Blog da Jackie

Coluna do impresso

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: entenda como funciona!



Entrevistão

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 1)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 1)

Itajaí

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Porto Belo



TV DIARINHO



Podcast

Minuto DIARINHO 01/03/2021

Publicado 01/03/2021 20:00


Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯