Colunas


Coluna esquinas

Por Coluna esquinas -

Posso dar um pitaco?


Fala sério! Quando leio crônicas escritas na ditatura militar ou no Brasil do Século XIX me deparo com textos que parecem que foram escritos para o hoje.  Quando ouço tolices saídas da boca com faixa presidencial ou de ministros, fico a pensar que mereciam uma crônica com uma farta dose de ironia.

Não sou desses cronistas e sinto muito. Quando falo beira à grosseria, bem sei.

Se eu ouvisse uma frase do tipo: “índio está evoluindo e, cada vez mais, é um ser humano igual a nós” dita no final do século XIX concordaria ou talvez procurasse na pseudociência - a frenologia - explicações para tal.

Ou quando tal ministra defende as cores específicas para cada gênero e afirma que a abstinência sexual é fundamental para salvar o mundo, fico cá com meus botões a rir com vergonha alheia daqueles que assinam embaixo dessas falas  fora do tempo.

Já fui chamado de comunista, de cronista chinfrim, de petralha, de bolivariano por pedir um diálogo com alguns sobre o país com a condição de que as palavras “Lula”, “Cuba, “Venezuela” ou ‘comunismo” não fosse o último argumento do desespero sem causas. Às favas com esses leitores. Prefiro mesmo é que estejam longe e continuem estudando em redes sociais.

Meu pitaco da semana não poderia ser outro e posso dar a alguns (inclusive parentes) uma segunda chance, mas nunca nunquinha darei uma terceira. Votou nisso que está aí? Defende esse papo fascistóide? Acusa a ciência? Nega a vacina? Acredita que a terra é plana? Ou pior, exclui pessoas por seu gênero, orientação sexual ou etnia? Fora do meu quintal. Fora!!

Seria redundância dizer que esse governo só tem incompetentes? Seria pleonasmo insistir que os 57 797 847 eleitores aprovaram esse caos e afetaram a vida de  209,5 milhões de pessoas que ficaram à mercê dessa gente insana? Discursos fascistas devem ser combatidos.

Está provado, quem espera nunca alcança. Ou removemos a poeira desse velho discurso assentado na moral e bons costumes ou venderão reservas ambientais, entregarão empresas ao estrangeiro, autorizarão a morte de animais silvestres, permitirão que pirados portem armas e irão rir de nossa condição que está a caminho do caos. Aprovarão leis inconcebíveis na educação, matarão as ações culturais e ainda darão guarida a milicianos e pastores corruptos. Estão colocando a venda o SUS e ainda não contentes querem taxar livros enquanto isentam de impostos os comerciantes de armas. Quem espera, nunca alcança. Portanto, eu grito!

Essa gente está desmontando o país com aval de cidadãos comuns cientes de que defendem a pátria, a família e louvam um Deus, diga-se de passagem: rancoroso e vingativo. Quem são esses que têm uma fé sedenta por sangue e alinhavada por exclusões?

Fica a dica:

O Livro O Melhor de Stanislaw Ponte Preta   (José Olympio Editora. Ano 2011). Textos sobre os costumes do Brasil escrito no melhor espírito irreverente e senso de humor ácido.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

TV DIARINHO



Podcast

Minuto DIARINHO 01/03/2021

Publicado 01/03/2021 20:00


Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯