Blogs | Blog Doutor Multas


Blog Doutor Multas

Por Gustavo Fonseca - redacao@diarinho.com.br

Blog Doutor Multas


Como saber se um imóvel cabe no seu orçamento?


Publicado 03/01/2022 16:43

Para muitos brasileiros, o sonho de ter a casa própria pode parecer bem distante. Mas como vamos mostrar neste artigo, é possível aproximá-lo da nossa realidade financeira adotando algumas estratégias. 

Nesse sentido, é especialmente importante encontrar um imóvel que caiba dentro do nosso orçamento.

Para isso, não basta pesquisar pelas opções com um valor mais atrativo. Também é necessário compreender os diferentes custos implicados na aquisição do imóvel, como ajustar o nosso orçamento para esse fim e que opções de crédito podem atender à nossa demanda. 

Entenda melhor a seguir.

Saiba quando é hora de comprar um novo imóvel

Nem todo mundo pode e nem todo mundo quer comprar um imóvel para chamar de seu. É preciso avaliar se o contexto atual da sua vida, incluindo as suas finanças, indicam a necessidade e a possibilidade de fazer essa compra.

Primeiramente, é recomendável que a sua vida financeira esteja estável, afinal a aquisição de um novo imóvel requer altas somas, que normalmente são pagas mensalmente, na forma de parcelas de um financiamento, por exemplo. 

Para garantir que você será capaz de quitar todos os custos, é bom organizar as finanças antes.

Outros elementos podem indicar que é a hora de comprar um imóvel. Entre eles, destacamos:

  • Sua família cresceu e já não cabe todo mundo no lugar atual
  • Seu atual endereço fica longe do trabalho
  • Você deseja se mudar para um local com melhor qualidade de vida, mais segurança, menores custos, etc.
  • Seu custo com aluguel é muito alto
  • Você deseja sair da casa dos seus pais, de outros parentes ou de amigos e ter um lugar só seu
  • Você se casou ou teve filhos e precisa de um lugar melhor para sua família

Veja também: Comprar ou alugar um imóvel: qual o melhor?

Afinal, como saber se o imóvel cabe no orçamento?

Ao adquirir um imóvel, costumamos avaliar diversos aspectos, desde a localização, o tamanho, a estrutura e a aparência do mesmo, até, obviamente, o seu preço. 

Esse fator, embora de grande importância, é muitas vezes tratado de forma secundária pelos consumidores. Mas não é só ele que compõe o aspecto financeiro do negócio. Como você verá, há outros valores envolvidos.

Saiba quais são seus gastos e receitas

Antes de escolher um imóvel, é preciso avaliar a situação das suas finanças. Isso determinará que tipo de imóvel e que tipo de pagamento estará acessível. 

Uma das formas financeiramente mais vantajosas (talvez a mais vantajosa) de comprar um imóvel é pagando por ele à vista. Isso requer do consumidor uma renda alta ou um longo período fazendo economias ou investimentos.

Outra forma muito utilizada é o financiamento, especialmente quando o cliente dá um valor de entrada e financia o restante. Em todo caso, é necessário ter uma renda compatível com os futuros gastos e se organizar financeiramente para pagá-los.

Primeiramente, você deve colocar no papel, ou numa planilha, a sua renda, os seus gastos e o seu patrimônio de modo geral. Desse modo, saberá quais valores estão dentro da sua realidade financeira. 

A organização das suas finanças também é importante para definir e cumprir metas de poupança, bem como estipular o valor das parcelas que você conseguirá quitar.

Os especialistas recomendam que não se comprometa mais de 30% da renda mensal com dívidas de longo prazo. Portanto, avalie se, ao adicionar as parcelas do imóvel ou do financiamento, esse percentual será excedido.

Veja qual o valor necessário para aquisição

É necessário avaliar todos os custos da operação e ver se eles se encaixam no seu orçamento. Nesse sentido, a forma de pagamento escolhida será determinante. Caso opte por um financiamento, considere o valor da entrada (recomenda-se dar pelo menos 1/3 do valor total como entrada) e se você o terá à disposição, lembrando que também é possível usar o seu FGTS na compra do imóvel.

Avalie também o impacto das parcelas, que crescem com o tempo, na sua renda mensal. Lembrando que, quanto maior a entrada e quanto menor o prazo para pagar as parcelas do financiamento, menor o custo total.

Custos do financiamento

A taxa de juros é, sem dúvidas, um componente essencial do custo do financiamento. Mas outras taxas e impostos também devem ser considerados:

  • Tarifa de Avaliação do Imóvel: entre R$ 3000 e R$ 4000
  • Tarifa de Avaliação Jurídica: entre R$ 3000 e R$ 4000
  • Tarifa de administração: cerca de R$ 25 em cada parcela
  • Seguros, como seguro de Danos Físicos ao Imóvel (DFI) e Morte e Invalidez Permanente (MIP): 3 a 5% do valor do imóvel

Esses valores podem ou não ser cobrados junto com as parcelas. Para ter uma ideia inicial de quanto tudo ficará, faça uma simulação de financiamento. Depois, solicite todas essas informações à instituição de crédito antes da assinatura do contrato.

Outros custos

Há ainda outros custos para incluir na conta, independente da modalidade de compra:

  • Comissão paga à corretora
  • Emissão de documentos, como registro e escritura do imóvel
  • Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)
  • Possíveis adaptações ou reparos a serem feitos
  • Condomínio
  • IPTU

Pesquise diferentes opções antes de escolher

Pesquise tanto o imóvel com melhor preço, como a melhor opção de adquirir. Através da internet, você poderá encontrar diversas opções e avaliar qual a que mais se encaixa no seu orçamento e nas suas necessidades. 

Recomendamos usar sites de comparação de imóveis e sites de comparação de crédito (como o Juros Baixos).

Com relação aos financiamentos, avalie com cuidado todos os custos que mencionamos acima. Quanto ao imóvel em si, fatores além do custo de aquisição devem ser considerados, como a localização, o tamanho e a estrutura.

Opções para custear o imóvel

O financiamento é normalmente a forma mais usada para adquirir um imóvel. Nesse sentido, é recomendado que o consumidor pague o maior valor de entrada possível e escolha o menor prazo de pagamento possível, o que diminui o custo da operação.

Porém, há outras opções que também podem ser vantajosas, especialmente o empréstimo com garantia de imóvel e o empréstimo com garantia de veículo

Em ambos os casos, o consumidor tem acesso a taxas de juros baixas, mas o primeiro é acessível apenas para quem já tem imóvel próprio.

 


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Blog Doutor Multas

Recurso suspensão CNH: como fazer?

Blog Doutor Multas

Recursos de multas realmente funcionam?

Blog Doutor Multas

Como fazer a limpeza de estofamento automotivo?

Blog Doutor Multas

Como comprar o melhor carro dentro de seu orçamento

Blog Doutor Multas

Financiamento e refinanciamento de veículo: afinal, é a mesma coisa?

Blog Doutor Multas

Multa por dirigir embriagado: entenda como é

Blog Doutor Multas

Envelopamento automotivo: o que você precisa saber?

Blog Doutor Multas

Quer morar sozinho? Confira algumas opções financeiras para você!

Blog Doutor Multas

O potencial turístico de cassinos em Santa Catarina

Blog Doutor Multas

Recusa ao bafômetro dá multa?

Blog Doutor Multas

Indicação de condutor: o que é e quando deve ser feita? [2021]

Blog Doutor Multas

Defesa Prévia: Tudo o Que Você Precisa Saber

Blog Doutor Multas

The Speaker e a evolução da oratória: o que mudou neste novo mundo?

Blog Doutor Multas

Pandemia muda estilo de vida e altera economia de vários setores no país

Blog Doutor Multas

Cassação do direito de dirigir: dúvidas frequentes

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: o que é e vale a pena contratar?

Blog Doutor Multas

Você sabe como funciona o cálculo revisional de veículos? Descubra aqui!

Blog Doutor Multas

Marido de aluguel: uma profissão que virou tendência em meio a pandemia

Blog Doutor Multas

Multa de estacionamento proibido: valores e como recorrer



Entrevistão

Gabriel Castanheira

"Se tiver que prender mil vezes o cara, vamos prender mil vezes. É isso que eu converso com a tropa. Tem casos de pessoas que nós prendemos mais de 40 vezes [...] Cometeu um crime? Encaminha para a delegacia.”

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”



TV DIARINHO


Confira os destaques desta segunda-feira



Podcasts

Minuto DIARINHO 17/01/2022

Publicado 17/01/2022 21:37




Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯





De tudo

Esporte e saúde

Massagem Tântrica

Negócios e oportunidades

Compro Carro Financiado

Diversos

Cantinho Da Massagem

Negócios e oportunidades

Limpa Nome - Cpf E Cnpj



Empregos

Tenho vaga para

Auto Mecânica Exatech Contrata



Imóveis

Casa

Vendo Sobrado Bairro Nova Esperança

R$ 375.000,00



Veículos

Automóveis

Compro Carros E Motos Nacionais Ou Importados

Outros

Solucionamos Financiamento